Estudando neste mês o primeiro livro de Crônicas, descobrimos que Davi com a ajuda de Deus derrotou os jebuseus em Jerusalém e tomou sua fortaleza, construindo uma casa para si e também arranjou um lugar para a Arca de Deus.

Em seguida, chamando os principais sacerdotes das famílias patriarcais dos levitas, ordenou que se purificassem e a seus parentes como Deus estabeleceu, para poderem levar a Arca ao lugar preparado por Davi, lembrando o que aconteceu na primeira vez que tentaram mover a Arca sem consultar a Deus e sem levar em conta suas instruções.

Sua prioridade era Deus: Ele não apenas construiu casas para ele, mas reservou um lugar para a presença de Deus onde ele estivesse.

Ele se apoiou em pessoas que tinham coisas em comum com ele: Quando ia mover a Arca de Deus, não o fez como quando tentou da primeira vez, desta vez teve o cuidado de reunir os levitas, sabendo que eles se purificariam porque sabiam o que realmente representa a Arca, não um Deus pequeno como Uzza poderia pensar, mas para o Deus Todo-Poderoso e que eles compartilharam com ele o sonho de ter a Arca novamente entre eles.

E Ele aprendeu com seus erros: O primeiro erro cometido não fez com que Davi desistisse de mover a Arca de Deus, pelo contrário, o fez ser mais cuidadoso, detalhado e, acima de tudo, a tomar decisões sob as instruções de Deus.

Que lugar Deus tem em nossa vida? Será que almejamos sempre a sua presença para estar perto de nós? Estaremos a confiar os nossos sonhos a pessoas que nos alegram e nos apoiam para os concretizar? Será que cometemos erros como forma de aprender, melhorar e perseverar ou como um fracasso que não nos permite vamos continuar?

Se Deus tem o primeiro lugar em tudo o que somos, fazemos e sonhamos, com certeza ele nos cercará de pessoas que celebrarão conosco nossos sonhos e conquistas e cada vez que virmos em cada erro cometido uma oportunidade de crescer, eles estarão lá para nos apoiar. e seguir em frente.

Com carinho.

Ana de arcia