"Os limites da minha linguagem são os limites da minha mente." Ludwig Wittgenstein (1889-1951) Filósofo britânico, de origem austríaca.

Os limites são necessários na vida. Sem limites não há segurança e a responsabilidade é perdida. Encontramos limites em todas as áreas da vida. No entanto, quando chegamos ao reino de Deus, embora também haja limites, às vezes Deus nos desafia a dar alguns passos além dos limites para entrar na dimensão do desconhecido para nós, mas do que é conhecido por Deus.

A Bíblia fala sobre o dia em que um jovem que amava viver dentro dos limites se aproximou de Jesus, mas após uma discussão leve, mas profunda, ele se virou e voltou para seu camarote por medo do desconhecido. Vejamos a passagem na versão em espanhol.

“E eis que um deles se aproximou dele e disse: Mestre, que bem farei para obter a vida eterna? E Ele disse-lhe: Por que me perguntas sobre o que é bom? Apenas um é bom; Mas se você quiser entrar na vida, guarde os mandamentos.

Ele disse *: Quais? E Jesus respondeu: Não matarás; Não cometerás adultério; você não vai roubar; não darás falso testemunho; honre seu pai e sua mãe; e ame o seu próximo como a si mesmo.

O jovem * disse-lhe: Tudo isso guardei; O que ainda estou perdendo? Jesus disse-lhe: Se queres ser perfeito, vai, vende o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e venha, siga-me. Mas quando o jovem ouviu essas palavras, ele saiu triste, porque ele era o dono de muitos bens. Mateus 19: 16-22.

Nesta entrevista entre o jovem rico e Jesus, encontramos um menino que viveu confortavelmente dentro de limites conhecidos. Ele guardou todos os mandamentos e, portanto, sentia-se orgulhoso, confortável e cumprido, embora sentisse que algo estava faltando.

Então, quando o Senhor disse a ele, você conhece os mandamentos, ele levanta a cabeça com um ar de orgulho e satisfação e diz: "Tudo o que guardei desde a minha juventude." Ou seja, tudo gira em torno de viver dentro dos limites, quero dizer que passei no exame. Eu vivi dentro de limites.

“Música é uma coisa ampla, sem limites, sem fronteiras, sem bandeiras”. León Gieco (1951-?) Cantor e compositor argentino.

No entanto, o Senhor diz a ele: "Você não tem uma coisa." Já que você viveu dentro dos limites, agora você precisa sair dos limites e fazer o que nunca fez. Se você quer ser perfeito, vá, venda o que você tem e dê aos pobres, e você terá um tesouro no céu; e venha, siga-me ”.

Essas palavras abalaram este homem. Jesus estava pedindo a ele para ir além dos limites, para fazer o que ele nunca tinha feito, para dizer o que ele nunca disse e para ir aonde ele nunca tinha ido.

A Palavra nos mostra que ele saiu triste porque possuía muitos bens e não queria ultrapassar os limites.

Amado, o reino de Deus tem seus limites, mas às vezes os limites se estendem além de nossa perspectiva e é quando Jesus nos diz. Vamos além do que você conhece e fazemos o que você nunca fez.

“A única possibilidade de descobrir os limites do possível é aventurar-se um pouco além deles, rumo ao impossível”. Arthur C. Clarke (1917-?) Escritor inglês de ficção científica.

Quantos homens e mulheres ricos como o do Novo Testamento saem tristes. Talvez não sejam ricos em posses, mas ricos em ideias, em planos, em sonhos, em projeções, mas pobres em desafios.

Eles não ousam ir além de onde estão quando Deus os desafia porque estão presos no meio dos Sete Limites que Deus deseja que você supere.

Vamos examinar esses sete limites.

  1. O limite do dever. Somos bons em permanecer no campo do dever, seja família, trabalho ou religião. Mesmo em nosso relacionamento com Deus, fazemos da oração e da leitura da Palavra um dever. Há momentos em que Deus nos manda deixar o dever de lado e agora vamos fazer por Amor.Há uma grande diferença entre dever e amor. Este jovem cumpriu os mandamentos por dever, mas precisava colocar o Amor ali e por isso saiu triste e perdeu a oportunidade de voar em outras dimensões. Não deixe que o Dever o limite, acrescente amor ao dever e os limites se expandirão. "O amor ao próximo não conhece limites ideológicos ou confessionais." Martin Niemoeller (1892-1984) Pastor protestante alemão.
  2. O limite do conhecido. Gostamos do conhecido. Não queremos entrar no desconhecido. Este jovem nunca havia vendido seus produtos nem certamente tinha estado próximo dos pobres. É por isso que ele parou neste limite. No Reino de Deus, às vezes Deus nos surpreende, nos chama ou nos envia ao desconhecido e isso se transforma em uma tremenda aventura. Não deixe o desconhecido te atrapalhar. Há um novo mundo esperando fora de você para explorar com o Espírito Santo.
  3. O limite dos preconceitos. Esse jovem era muito preconceituoso como bom judeu da época. Ele não parecia bem para os samaritanos ou publicanos. Ele havia aprendido a ignorar as cabeças dos outros. Como homem de grande riqueza, tinha preconceito contra os pobres. Todos nós temos preconceitos em relação a pessoas, lugares ou a nós mesmos, acreditando que não podemos ou não sabemos ou não teremos sucesso. Jesus sabe como enfrentar nossos preconceitos.
  4. O limite da culpa. Sem dúvida este jovem, embora dissesse que guardava todos os mandamentos no fundo da alma, sentiu-se culpado porque em algum momento quebrou um deles como um bom ser humano. A culpa é o que impede muitos de irem além de sua geografia pessoal. O inimigo de suas almas os manteve encurralados no canto do ringue, dando golpe após golpe com as quedas ou fracassos de ontem.
  5. O limite do medo. Medo do desconhecido ou não compreender. Medo de voar Muitos temores se abateram sobre o Jovem Rico, como talvez tenham ocorrido com você. Jesus está ao seu lado e ele fala para você. " Eu sou. Não temas. Eu superei o mundo"
  6. O limite da rotina. Rutina é um fantasma que faz com que as pessoas não explorem além de seu ambiente. O costume me dá alguma segurança, mas me rouba a capacidade de seguir em frente na vida.
  7. O limite do fracasso. Finalmente o limite do fracasso. Vender tudo pode levar ao fracasso, sem dúvida esse jovem pensava assim. Você e eu também pensamos nisso muitas vezes. Aprendemos na vida que o fracasso é ruim. O fracasso é apenas mais uma maneira de aprender a fazer as coisas melhor a cada dia. A Bíblia diz que os justos caem sete vezes, mas de todas elas se erguerão.

O jovem rico saiu triste porque esses sete limites o impediram. Mas, você e eu não temos que sair tristes. O Senhor nunca nos pede nada que nos deixe envergonhados.

Embora às vezes seu desafio de pular os limites pareça bobo, mas não é.

"A tolice é infinitamente mais fascinante do que a inteligência. A inteligência tem seus limites, a tolice não ". Claude Chabrol (1930-?) Diretor de cinema francês.

Quando ele diz vamos, é porque ele está vindo. Quando ele fala dá-me, é porque ele já nos deu. Quando ele fala que fala é porque suas palavras já estão em nossa boca.

O Senhor disse a esse homem rico: "Se você fizer isso, terá um tesouro no céu". Essa é a recompensa de ir além de seus limites. Deus tem um tesouro guardado no Reino. Nenhum desafio fica sem sua recompensa, nenhuma Olimpíada sem sua medalha, nenhum desafio sem uma satisfação semeada na alma.

Era 1989, estávamos desenvolvendo nosso ministério na Venezuela e Deus estava abençoando nosso ministério quando nos apresentou o desafio. Venda tudo o que você tem, deixe sua família e vá me servir na Nicarágua. Já era hora de a guerra terminar ali.

Muitos nos disseram que isso não era de Deus. Porém, Deus tinha falado claramente, era uma questão de sair dos limites e ganhar o tesouro ou resistir ao desafio e perder a oportunidade de Deus de trabalhar. Partimos para a Nicarágua, deixando tudo. Mais de 20 anos se passaram e não trocamos as experiências vividas além dos nossos limites, por nada no mundo.

Vamos. Vamos agora ultrapassar os limites e provar que o Deus ilimitado estará ao nosso lado dizendo ... Tudo isso eu te darei e você será o Pai das multidões.

Dr. Serafín Contreras Galeano.
www.serafincontreras.com
http://www.facebook.com/SerafinContrerasGaleano