Era uma vez um fazendeiro que, numa noite fria de inverno, ouviu batidas irregulares na porta. Ele foi até uma janela e viu como vários pequenos pardais, atraídos pelo óbvio calor que havia dentro da casa, batiam contra o vidro da porta.

Abalado, o fazendeiro se agasalhou e cruzou o pátio coberto de neve para abrir a porta do celeiro para que os pobres pássaros pudessem entrar. Ele acendeu as luzes e jogou um pouco de feno no canto. Mas os pardais, que se espalharam em todas as direções quando ele saiu de casa, estavam escondidos no escuro, com medo.

O homem tentou várias coisas para colocá-los no celeiro. Ele fez uma trilha de migalhas de pão para guiá-los. Ele se virou para trás, onde os pássaros estavam, para ver se conseguia assustá-los na direção do celeiro. Nada deu o resultado esperado. Ele, uma criatura enorme e estranha, os aterrorizou; os pássaros não conseguiam entender que ele estava tentando ajudá-los.

O homem do campo retirou-se para sua casa e observou os malditos pardais pela janela. Enquanto os observava, um pensamento lhe ocorreu de repente: “Se ao menos eu pudesse me tornar um pássaro, seja um deles por um momento! Então não os assustaria. Eu poderia te mostrar o caminho para o calor e a segurança. "

E quase ao mesmo tempo, outro pensamento o atingiu com grande força. Ele entendeu a razão pela qual Jesus nasceu.

Agora é a sua vez, você já tem a condição de ser humano, continue a obra que Jesus iniciou e mostre aos outros a direção certa, o calor e a segurança que só o Pai celestial pode dar.

Filipenses 2: 5-8 “Esteja em vós o pensamento que também esteve em Cristo Jesus. Quem, estando na forma de Deus, não devia por usurpação ser igual a Deus; No entanto, ele se aniquilou, assumindo a forma de um servo, feito como homem;
E encontrado na condição de homem, ele se humilhou, obedecendo até a morte e morte de cruz. "
João 3:16 "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna"